quarta-feira, 26 de outubro de 2011

A caça às Gueixas

2003/04

Em Quioto existe um bairro chamado Gion. Esta zona é conhecida por ser aquela onde existem as casas de chá onde as gueixas trabalham e, por causa disso, é um dos destinos turísticos desta cidade japonesa. Entenda-se, no entanto, que não estamos a falar de camionetas despejando turistas para serem "gueixados" mas sim de pessoas que percorrem a cidade a pé para, uma vez dentro do bairro, andarem de rua em rua tentando apanhar uma gueixa em passo apressado, transferindo-se entre casas.

É uma espécie de caça, portanto, mas onde o caçador empunha uma máquina fotográfica com a qual tenta capturar o momento em que uma porta se abre rapidamente e de lá sai uma mulher aperaltada segundo os preceitos da profissão.

Na rua, as gueixas não dão qualquer confiança aos transeuntes e mesmo que estes estejam carregados de máquina fotográficas, sejam estrangeiros e peçam por amor de deus para que elas posem para uma fotografia, as pequenas não o fazem, ignorando olimpicamente toda a gente, no seu afã para chegarem ao próximo local de trabalho.

Para quem queira ir além dos rápidos avistamentos destas lendárias profissionais do prazer (mas não prostitutas, como vulgarmente se julga), há sempre a hipótese de ir ver um espetáculo a um teatro existente no mesmo bairro e que se chama "Gyon Corner". A sala tem (ou tinha) um ar usado e o público era em pouco número mas foi com agrado que vi uma sucessão de quadros tradicionais, desde a famosa cerimónia do chá a teatro e dança tradicionais. E gueixas, claro...

À saída, um par de jornalistas da Formosa fazia algumas perguntas a quem saía. Como o Inglês da moça que me "entrevistou" era péssimo, só posso suspeitar que, num qualquer jornal de Taipé, terá saído uma notícia sobre um português que toda a vida desejou ser gueixa...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Textos relacionados